Livro Launch, A origem da Fórmula de Lançamento – Parte 2 – A licença para imprimir Dinheiro

Tempo de leitura: 9 minutos

A origem da Fórmula de Lançamento – Parte 2 – A licença para imprimir Dinheiro

Antes de começar este artigo com o resumo de mais uma capítulo do livro “Launch”, a origem do Fórmula de Lançamento aproveito para perguntar se você leu o primeiro da série. Caso negativo clique aqui e leia.

A Lista – Uma licença para imprimir dinheiro

lista-email-formula-de-lancamento
Você tem uma lista?

Ao ler o capítulo 3 do Jeff Walker me deparei com a seguinte frase.

Eu não tenho previdência privada para meus filhos porque tenho uma lista

O Jeff neste capítulo tem o objetivo de te convencer de uma vez por todas da importância da sua lista de emails, a sua lista é uma “licença para imprimir dinheiro”. É claro que não é simples mas uma vez que você constrói uma lista responsiva e engajada com o que você tem a dar para o mundo basicamente é isso.

Uma lista é como ter um contracheque sob demanda. Então se você quer começar por algo, comece construindo sua lista.

É realmente impressionante a recepção quando você dispara um e-mail seja em vendas, em respostas dos seus assinantes, etc…

Naturalmente você tem que dar algum motivo para as pessoas entrarem na sua lista, e, principalmente, para ficarem engajadas nela.

O Jeff também dedica uma parte a falar de SPAM, mostrando as malefícios de fazê-lo. É impressionante a quantidade de SPAM que recebemos por dia seja no e-mail ou nos grupos das redes sociais. Uma perda de tempo absurda!

A lista é “a” estratégia

lista-de-email-estrategia
Construir uma lista de emails é a estratégia no seu negócio digital

O Jeff continua o capítulo vendendo para você a estratégia de construir uma lista. Mas agora trazendo um componente muito importante da lista chamado relacionamento.

A caixa de email de uma pessoa á algo muito pessoal então quando você vai invadi-la com conteúdo se espera que o conteúdo seja útil para o desenvolvimento da mesma, lembre-se quando uma pessoa assina a sua lista ela geralmente está atrás de resolver algum problema e, ao mandar o seu e-mail, você tem de garantir que está provendo alguma informação afim de resolver este problema.

É bastante legal quando você vai a eventos e encontra assinantes da sua lista que você nem conhece falando com você como se te conhecesse a muitos e muitos anos, e isso é bem legal pois o importante é realmente você criar uma conexão com a sua lista.

Tamanho da lista versus taxa de abertura

tamanho-e-documento
Tamanho é Documento?

De nada adianta uma lista grande se a taxa de abertura da mesa é baixa, é muito importante que se crie um relacionamento com seus assinantes. Na Fórmula de Lançamento o Jeff (e o Érico no Brasil) ensinam  como construir esse relacionamento de forma que seus assinantes simplesmente lhe adorem e fiquem esperando seu próximo contato.

Lista de E-mails versus Mídias Sociais

O Jeff traz no livro detalhes de uma regra que é bem difundida no marketing digital. A lista de e-mail tem um engajamento muito maior que sua lista de fãs nas redes sociais.

Além disso não controlamos as redes sociais, as regras do jogo podem mudar a qualquer momento ou a rede social pode “definhar”, veja o caso do Orkut e do My Space. Imagina você gastar milhares de horas criando uma comunidade engajada para depois acabarem com a rede social.

A sua lista é sua lista e ninguém “tasca”, você pode levá-la para outro software de e-mail marketing caso não esteja satisfeito com os resultados. Por isso é o “ativo” mais valioso.

Tipos de Lista

O Jeff explicita os tipos mais comuns de lista, a lista dos prospectos e a lista dos compradores. Estatísticas mostram que uma lista de compradores é de 10 a 15 vezes mais valiosa do que uma lista de prospectos então se você tiver que priorizar algo , o faça para sua lista de compradores.

Faça um “mimo” para sua lista de compradores, tipo um vídeo extra ou um artigo especial o qual eles não estavam esperando, eles não vão esquecer disso e ativará o gatilho da reciprocidade neles.

Como construir sua lista

Realmente o Jeff condensa um pouco o conteúdo nesta parte, afinal dá para escrever outro livro só com o conteúdo. De fato ele criou um “blueprint” com uma mapa mental detalhado que tem informações valiosas para construir sua lista.

blueprint-do-jeff
Olha o temanho do mapa mental!

Defina o seu “avatar”

Se você é uma pessoa com certa experiência em marketing digital já deve ter ouvido falar em “definir seu avatar”, o avatar tem o seguinte perfil.

É (homem/mulher/os dois), Tem entre xx e xx anos, tem (1º Grau/2º grau/nivel superior), trabalha (ou não), tem (ou não) filhos, tem dificuldade para …., quer muito aprender a …, gostaria de conhecer….

Aqui o Jeff fala algo que é realmente importante, você deve realmente se esforçar  a “azeitar” essa primeira parte, é claro que não será perfeito da primeira vez mas o quanto mais corretamente você definir esse avatar e dar conteúdo relevante para ele maiores serão suas chances de fazer um lançamento de sucesso.

Defina a sua “isca” digital

O Jeff cita a necessidade de criar a “isca” digital,  , algo que o seu avatar aceite em troca de deixar o seu e-mail, mas o que pode ser essa “isca”? Vai tudo depender do seu avatar e do que ele está procurando.

Em algumas situações pode ser uma e-book que traz uma lista de “n passos” para resolver um problema, ou um “kit” que pode incluir templates (como o kit aqui do blog), ou uma vídeo aula que ensina a fazer algo específico  tipo um exercício físico. Se o seu avatar está com dificuldade em tomar uma decisão, tipo vestir uma calça branca ou preta em determinado evento, você pode criar uma planilha com perguntas e pontuação para ajudá-lo a tomar essa decisão.

A “squeeze” page

O Jeff fala muito da “Squeeze page” que é uma página onde é essencialmente feita a oferta da isca e só há duas opções, colocar o e-mail ou sair. O Jeff ressalta a importância de ter uma “squeeze” com boa taxa de conversão e estimula o leitor a fazer testes com diferentes layouts, cores,  e títulos (os testes A/B).

Vale ressaltar aqui que as fontes mais populares de tráfego pago (google adwords e facebook) não estão aceitando mais aquelas squeeze “minimalistas”, o que sai um pouca da teoria do livro. As “novas” páginas de “opt in” devem ter mais do que simplesmente o resultado, devem uma descrição do que o avatar vai, de fato receber.

O próprio Jeff, no livro, mostra uns exemplos de squeeze que, de certa forma, explicam o que o avatar vai receber mas durante muito tempo fomos “catequizados” a mudar nossos títulos para mostrar o resultado. Exemplo:

Vídeo mostra como emagrecer 10kg em 2 meses se exercitando 21 minutos por dia

Esse tipo de título já não é mais aceito pelo Facebook. Então garanta na sua página que você explique no o que tem na isca. Este é um exemplo de algo que pode aumentar suas chances de ter um anúncio pago:

<FOTO OU VÍDEO INTRODUTÓRIO>

Neste vídeo você vai aprender:

– Os 3 alimentos que vão te encher de energia

– Os 6 exercícios mais eficientes para ganhar massa muscular nas pernas

– A rotina que me trouxe ao peso de 10 anos atrás

<<<BOTÃO>>>

Trafego

trafego
Tráfego é importante. Invista nele!

Aqui eu acho que o livro não foi muito no detalhe, o Jeff listou as fontes de tráfego orgânico (SEO e redes sociais)  e pago (Facebook) . Citou a dificuldade (é quase impossível) de ranquear no google uma squeeze page e falou do seu método favorito, as parcerias com afiliados. Vou tomar a liberdade de tecer alguns comentários.

  • Há diversas fontes de tráfego pago que nem imaginamos, mas os top afiliados e produtores conhecem bem e, entre outros motivos, estão no topo por conta disso.
  • Se você é uma autoridade (ou celebridade) no nicho é fácil fazer as parcerias, mas se está começando terá um pouco mais de dificuldade, o ideal é participar de um grande programa de treinamento (como o Fórmula de Lançamento) e buscar pessoas do seu nicho lá.
  • Uma ideia é buscar um gerente de afiliados com uma boa rede de contatos. Se ele ver potencial no seu projeto pode firmar uma parceria.
  • Um vídeo no (o segundo maior mecanismo de busca do mundo) é certamente uma solução barata para gerar conteúdo para o seu avatar.

Conclusão e a importância da Fórmula de Lançamento

Jeff termina o capítulo novamente ressaltando a importância de criar uma lista, todas suas ações tem que ter como objetivo principal a construção da lista.

No começo pode ser devagar , você pode ficar dias sem conseguir prospectos mas se manter a perseverança vai conseguir.

Para concluir mais uma frase do Jeff

Não há melhor maneira de construir sua lista do que fazendo um Lançamento

→ Clique aqui para conhecer a Fórmula de Lançamento

E você já construiu sua lista?

Um forte abraço!

Christian

8 Comentários


  1. Oi Christian!

    Ótimo artigo! Com tanta informação sobre lançamentos disponível, qual é a vantagem de fazer o curso?

    Obrigado!

    Responder

  2. Oi Christian!

    Você sabe se tem a versão em português do livro?

    Obrigado!

    Responder

  3. Oi Christian!

    O Livro Launch está a venda? Aonde posso comprar, procurei na livraria perto de casa mas não encontrei.

    Abraço!

    Responder

  4. Oi Christian!

    Você saberia me dizer se haverá nova abertura de turmas para o Fórmula de Lançamento?

    Obrigado!

    Responder

  5. Olá Christian!

    Você sabe quando haverá a próxima turma da Fórmula de Lançamento?

    Obrigado!

    Responder

  6. Oi Christian!
    Gostei do artigo, realmente uma das frases mais importantes é “O Dinheiro está na lista!”
    Abraço!
    James

    Responder

  7. Livro importante para entender a Fórmula de lançamento. Leitura Obrigatória!
    Abraço!
    Richard

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *